Buscar
  • Roberta Züge

NO DETALHE: CONTAGEM DE CÉLULAS SOMÁTICAS (CCS)

Células de defesa do organismo da vaca que migram do sangue para o interior da glândula mamária nada mais é que a definição de células somáticas. Mas vamos entender mais a fundo?


Por que elas aparecem no leite? Como é feita essa contagem? Como eu posso diminuir as CCS do meu leite?


Iremos esclarecer tudo para você!


A função das células somáticas é combater agentes agressores do ambiente, por isso, elas estão presentes no leite.


E você sabe como é feita a contagem dessas células no seu leite?

É realizado um exame laboratorial, que identifica o número de células somáticas por mililitro de leite. Esse exame é usado para diagnosticar mastite subclínica em vacas. Mas também pode ser realizado para a análise do leite armazenado no tanque, nesse caso, o exame faz o diagnóstico do padrão de qualidade do leite cru.


Na prática, a mastite causa prejuízo pra todo mundo, do produtor rural ao consumidor final.

É por esse motivo que o MAPA (Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento) e as indústrias estão preocupados com as consequências da mastite no rebanho. Ela reduz a concentração dos componentes do leite, principalmente da caseína. Os baixos índices de caseína reduzem o rendimento industrial, a validade dos produtos lácteos e impactam no produto final.


Depois de tudo isso, você deve colocar todos os seus esforços para diminuir e prevenir o surgimento da mastite em seu rebanho e a gente te ajuda.


Conheça as principais medidas que você deve tomar para diminuir as CCS do seu leite:


1. Mantenha tudo limpo

Isso vale para ambiente, ordenhador, equipamentos e tudo que faz parte do processo de ordenha.


2. Retire os primeiros jatos de leite de cada teto em caneca de fundo escuro

Com esse teste é possível a visualização da presença de grumos, pus ou sangue no leite


3. As teteiras devem ser acopladas somente em tetos limpo

Para isso, realize o processo de pré-dipping para evitar contaminações. Você está craque nisso? Mergulhe os tetos em solução bactericida, antes da ordenha, no mínimo, por 30 segundos


4. Alimente os animais logo após a ordenha

Este hábito faz com que os animais permaneçam em pé até o fechamento do esfincter. Caso um animal deite logo após a ordenha, o canal do teto ainda estará aberto e, por ele, podem subir microrganismos que causam doenças.


5. Ordenhe primeiro as vacas saudáveis

As vacas com baixa contagem de CCS devem ser ordenhadas na linha de frente. Coloque por último na linha do leite as vacas com mastite clínica e as tratadas com antimicrobianos.


6. Faça anotações

Anote em planilhas ou sistemas digitais todas as informações importantes dos seus animais tais como: identificação das vacas e dos tetos que tiveram mastite clínica e subclínica, data e ocorrência da doença, medicamentos utilizados para o tratamento e data de aplicação de medicamentos.


Cuidar do seu leite faz com que no final das contas, você receba mais pelo leite produzido, a indústria fabrica melhores produtos com a matéria prima recebida e o consumidor, lá na ponta, se torna fiel aos produtos que oferecem padrões de excelência.

Roberta Züge Diretora administrativa do Conselho Científico Agro Sustentável (CCAS) • Diretora de Inteligência Científica Milk.Wiki • Médica Veterinária Doutora pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (FMVZ/USP)

262 visualizações
  • Facebook
  • YouTube

Todos os direitos estão reservados para Milk.Wiki.  

Av. Getúlio Vargas, 3620 – Curitiba PR – Brasil CEP 80.240-040 (41) 3151-1515

Milk.Wiki ® 2019